Imploro ao sr. José Rodrigues dos Santos que não me pisque mais o olho.

Vasco Pulido Valente, jornal Público