Tags » Trabalho

Mudanças, descobertas e aprendizados.

Olá! Tudo bem com vocês meus queridos leitores? Eu espero que sim. Faz um tempo que não apareço por aqui, né? Ah… lhes peço mil desculpas. 909 mais palavras

Sem Categoria

Juiz prorroga licença de professora que alegou perseguição política.

Em sede de plantão judicial, o juiz Federal Itagiba Catta Preta Neto, da SJ/DF, deferiu liminar para determinar a prorrogação do afastamento por motivo de saúde de uma professora da UFS – Universidade Federal de Sergipe que sofre de depressão e alegou ser perseguida por conta de suas posições políticas. 260 mais palavras

12 pontos onde a reforma trabalhista foi maléfica ao trabalhador.

Muito se publicou na internet divulgando que os trabalhadores não perderam direitos, a verdade é bem diferente, a verdade é que o trabalhador não apenas perdeu direitos, como também se abriu verdadeiras armadilhas com o intuito de prejudicá-lo na busca de eventual demanda judicial em busca de seu direito. 3.726 mais palavras

Aposentadoria por invalidez não justifica cancelamento de plano de saúde.

Assegura-se o direito à manutenção de plano de saúde ou de assistência médica oferecido pela empresa ao empregado, mesmo que o contrato de trabalho esteja suspenso em virtude de auxílio-doença acidentário ou de aposentadoria por invalidez. 229 mais palavras

Funcionário chamado de "gordo fedorento" será indenizado por empresa.

Operador de telemarketing vítima de gordofobia por parte de sua supervisora hierárquica receberá indenização de R$ 3 mil de empresa. O trabalhador comprovou ter sido humilhado com ofensas e palavras de baixo calão, chegando a ser chamado de “gordo fedorento”. 170 mais palavras

Revertida justa causa de mãe que faltava ao trabalho para amamentar.

Uma auxiliar de produção demitida por faltar ao serviço para amamentar a filha teve a justa causa revertida pela Justiça do Trabalho. A decisão é da 2ª turma do TST, que rejeitou o recurso da empresa com pedido para manter a penalidade. 485 mais palavras

Empresa que demitiu funcionário com câncer de pele é condenada.

A ruptura contratual, sem justa causa, com um empregado que apresenta doença grave que suscite estigma ou preconceito, como o câncer, é considerada discriminatória. Assim entendeu a 3° Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás (TRT-18) ao anular uma dispensa sem justa causa e determinar o retorno de um motorista, acometido por um câncer de pele maligno, para o posto de trabalho. 298 mais palavras